Febre Amarela: saiba mais sobre a doença. - Physical Care "\r\n

Notícias

Leia algumas matérias sobre apneia, ronco e distúrbios do sono

Febre Amarela: saiba mais sobre a doença.

A febre amarela assombra o mundo desde meados do século XVII. Recentemente ela tem aparecido no cenário das notícias e novamente está entre as preocupações da população e das autoridades de saúde.

 

A febre amarela surgiu no continente africano. Entretanto, os primeiros relatos da doença, datam de 1648 em Yucatan, região do México. Na Europa, também existem relatos da doença antes de 1700, apesar disso, foi em 1730 que esse continente sofreu com o primeiro surto. Nesse período a doença percorreu o continente norte-americano, causando epidemias em momentos diferentes e chegando a fazer mais de 2.200 vítimas. No Brasil, a febre amarela surgiu por volta de 1685, em Pernambuco. A doença permaneceu na região nordeste do país por cerca de dez anos até desaparecer e retornou cerca de 150 anos depois.

 

Mas como o vírus se comporta?

Uma característica da febre amarela, são os ciclos epidemiológicos. Isso acontece por conta da mutação do vírus que é capaz de se tornar imune às medidas tomadas contra ele e se adaptar a novos vetores (mosquitos). A doença pode ser separada em dois tipos de ocorrências: silvestre, quando ocorre em áreas de vegetação e urbana quando aparece nas cidades. A última ocorrência da doença em área urbana no brasil, foi em 1942, no Acre. A febre amarela urbana, tem sido um grande medo para a sociedade desde o ressurgimento do mosquito aedes aegypti em território nacional. Esse mosquito é conhecido por ser transmissor do vírus da dengue e se adaptar facilmente a áreas onde não há vegetação. Ele também se mostra como potencial transmissor do vírus da febre amarela.

Como se prevenir?

A vacina contra a febre amarela é o meio mais eficiente de prevenção. Crianças devem ser vacinadas após cerca de um ano de idade (com ressalva a aquelas que vivem em zonas de risco). Em casos comprovados de surgimento da doença, deve-se observar se trata de uma situação pontual ou com chances de evoluir a uma epidemia. Quando isso ocorre, é necessário que as autoridades tomem as medidas necessárias como campanhas de vacinação. Assim como tem ocorrido no Brasil entre o final do ano de 2017 e início de 2018. A Vacina é segura e uma dose serve para a vida inteira. Os casos de efeitos colaterais a aplicação são extremamente raros. Podemos saber mais sobre as campanhas realizadas no Brasil no Portal do Ministério da Saúde .http://(http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/febre-amarela-sintomas-transmissao-e-prevencao)

 



Assine nossa newsletter Receba dicas de saúde e bem estar para dormir melhor