Saiba quais são as principais doenças respiratórias no verão

Notícias

Leia algumas matérias sobre apneia, ronco e distúrbios do sono

Saiba quais são as principais doenças respiratórias no verão

Antes de tomar aquele sol, fique atento às doenças respiratórias recorrentes no período do verão, onde a baixa umidade relativa do ar é a grande vilã

 

Enquanto o tempo seco e gelado do inverno prejudica a respiração de muitas pessoas, o verão não fica muito atrás quando se tratam de doenças respiratórias.

Gripe e pneumonias são presenças garantidas entre os meses de dezembro e março. Durante esse tempo, o ambiente seco do dia a dia e a umidade causada pelas chuvas de verão, são grandes inimigas para aqueles que sofrem para respirar.

Muito embora o tempo seja quente, o período de veraneio é característico por chuvas intensas, principalmente no final do dia, e a alternância climática constante trona-se prejudicial às vias aéreas.

Segue neste artigo os quatro principais tipos de doenças respiratórias que atacam no verão.

 

Infecções

 

72% das doenças respiratórias de verão são infecções respiratórias. Neste grupo enquadram-se doenças popularmente conhecidas como sinusite, faringite e amigdalite.

 

  • Sinusite

 

Inflamação nas cavidades nasais. Pode ser desencadeada por um simples resfriado. Seus principais sintomas são: secreção e congestão nasal, dores de cabeça e na face.

 

  • Faringite

 

A tradicional dor garganta. Contudo, a inflamação, causa irritação e desconforto em sua região inferior, justamente onde concentra-se a faringe. Pode ser causada por vírus e bactérias. Causa febre, dor de garganta, vermelhidão, desconforto e rouquidão.

 

  • Amigdalite

 

Uma da causas da dor de garganta, mas, diferentemente da faringite, ela se concentra nos blocos ovais da traseira da garganta. Assim como a faringite, pode ser causada por vírus e bactérias, embora na maioria das vezes seja causada por vírus. A doença causa sensibilidade nos gânglios linfáticos, ocasionando dificuldade em engolir alimentos por conta das dores de garganta.

 

Gripes

 

Doença respiratória mais comum no nosso cotidiano, é potencializada pela baixa umidade relativa do ar. Entretanto, engana-se que o vírus da gripe é único. Existem vários tipos da mesma doença, cujo nome de batismo. Entre esses tipos encontram-se as Influenzas A e B, ocasionadas pelos vírus H1N1 e H3N2.

Cada doença tem peculiaridades em seus sintomas, mas, de modo geral, elas ocasionam febre, dor no corpo e, principalmente, dificuldades respiratórias. Somado todos os tipos de gripes, elas correspondem por 12% das doenças respiratórias de verão.

 

Pneumonia

 

Infecção que infla os pulmões com ar ou pus, podendo, em casos mais intensos, ate ser fatal. Responsável por 9% das doenças respiratórias do verão, tem como sintomas característicos dores nas costas e no peito, além de falta de ar e respiração ofegante.

 

Asma

 

 

6% das doenças respiratórias de verão são asma. Causada por inflamações nas vias aéreas, gera grandes dificuldades de respiração à quem sofre, além de dores no peito e tosses contínuas.

 

Podemos concluir, então, que a baixa umidade relativa do ar, que proporciona a secagem do ar, é a grande vilã que ocasionam as doenças respiratórias de verão. Isso porque situações como essas permitem que poluentes fiquem concentrados no ar por um tempo maior do que com o tempo úmido.

 

Pensando no bem-estar dos nossos clientes que sofrem com esse tipo de problema, a Physical Care oferece aparelhos de umidificação de ar para diminuir a poluição do ar e que, por tabela, haja sofrimento com as doenças respiratórias no verão.



Assine nossa newsletter Receba dicas de saúde e bem estar para dormir melhor